A Usina do Gasômetro

Criado em Domingo, 23 Junho 2013

 

 

 

A Usina, imagem de Cristiane Rocho

 

 

A Usina do Gasômetro é hoje um espaço cultural consagrado na cidade de Porto Alegre. Deve-se reconhecer a contribuição do visionário porto alegrense Oswaldo Goidanich que, em 1983, como diretor-adjunto de planejamento e consultor técnico da Presidência da EMBRATUR, ao fazer um levantamento do patrimônio histórico da cidade para a implantação de um Centro de Eventos1 sugeriu e defendeu a utilização da Usina que naquela época achava-se abandonada:

“Com o eventual aproveitamento da Usina do Gasômetro, propicia-se um passo importante para devolver o rio ao uso da população e do turismo. O Centro de Eventos será naturalmente o ponto de embarque e desembarque dos passeios turísticos fluviais que percorrem o belíssimo estuário do Guaíba e o delta do Jacuí e que se constituem numa das principais atrações turísticas de Porto Alegre.” 2

No ano de 1989 o prédio foi indicado pela prefeitura para ser o “Especo Cultural do Trabalho”. Dois anos depois o local foi aberto à visitação. 3

Atualmente o espaço multicultural da Usina administrado pela Prefeitura divide espaço entre Companhias de Teatro e Dança, com oficinas permanentes de luz, cenografia, figurino e produção, ambientes para exposições (Galeria Iberê Camargo e Galeria dos Arcos), a Sala Elis Regina, eventos, feiras, seminários, Memorial,TV Usina, espaço destinado ao Programa Nacional de Incentivo à Leitura, e a primeira sala de cinema municipal, a Sala P. F. Gastal, e outros espaços destinados a cultura da cidade como a Galera Lunara e o Bar Chaminé Usina, além de local para estacionamento. 4

A chaminé construída em 1937, para minimizar os efeitos nuvem de fuligem provocada com a queima do carvão, continua lá, como um símbolo da história antiga da cidade, e história da própria Usina, cuja lei provincial de 10 de janeiro de 1867, criou o gasômetro, sistema de hidrogênio-carbonado, “gás destinado à iluminação pública e para fornecimento a moradias particulares”. 5

 

FONTES

1 http://www.pucrs.br/delfos/?p=goidanich

2 http://www.pucrs.br/edipucrs/doispioneiros.pdf

3 e 4 http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smc/default.php?reg=7&p_secao=19#

5 Franco, Sérgio da Costa, Guia Histórico de Porto Alegre, Editora UFRGS, Quarta Edição 2006, pg. 188

Monday the 10th. Joomla Templates Free.