Monumento Conde de Porto Alegre

Criado em Segunda, 08 Julho 2013

 

 

Monumento ao Conde de Porto Alegre

 

 

Manoel Marques de Souza

O Conde de Porto Alegre1

 

A obra considerada como primeira representação pública esculturada e apresentada ao ar livre de maneira permanente, ou o “primeiro monumento” da cidade, foi a estátua do Tenente-General Manoel Marques de Souza, o Conde de Porto Alegre, que foi o responsável pela retomada de Porto Alegre das mãos farroupilhas em 15 de junho de 1836.

 

 

As circunstâncias históricas que marcaram o projeto de confecção, inauguração em 1885 e transferência de local em 1912, é assim descrita por José Francisco Alves, em seu livro “A estatuária pública de Porto Alegre2”:

 

O monumento, pelo contrato, deveria ser inaugurado em 1881. Todavia, por razões não identificadas, uma outra escultura do Conde veio a ser executada em 1884, não pelo contratado originalmente, mas pela firma Pittanti & Cia., de propriedade de Adriano Pittanti, sendo inaugurada em 1º de fevereiro de 1885, na Praça Dom Pedro II (hoje Marechal Deodoro ou Praça da Matriz). Na ocasião, a grande solenidade contou com a presença da Princesa Isabel. Em 1912, ela foi transferida para a então Praça do Portão, que, em vista desse fato, passou a ser denominada “Praça Conde de Porto Alegre”.(...)

 

 

A escultura, situada em frente ao prédio da antiga igreja matriz, possuía um belo gradil de ferro em volta de sua base. Com o advento da República e do domínio positivista na política local, tornou-se intolerável a presença de um herói monarquista em local de destaque no coração da política do Estado. Talvez por isso, em 11 de outubro de 1912, o Intendente José Montaury determinou que a estátua fosse transferida da Praça da Matriz para a então Praça do Portão. Isso, provavelmente, se deu em continuidade à aprovação, em fins de 1903, da implantação no centro da Praça da Matriz do Monumento a Julio de Castilhos.

 

 

A estátua, assim, permanece até hoje na Praça Conde de Porto Alegre, tendo sido mudada de posição quando da remodelação da praça em virtude da construção do viaduto Loureiro da Silva. A estátua, primeiramente voltada para o leste, foi posteriormente virada para o norte, sua posição atual.

 

A Praça Conde de Porto Alegre, local que acolhe a estátua, é uma das primeiras da cidade, constituída em 1773 com a execução do Portão, quando a vila era murada. Na época era conhecida como Largo do Portão,  sendo um dos principais acessos da pequena vila, conectando a Rua João Pessoa (antigo Caminho da Azenha) e a Rua Riachuelo (antiga Rua da Ponte), antes da execução do Viaduto Loureiro da Silva. 3

 

Mapa do Local

 


Exibir mapa ampliado

 

FONTES:

1Imagem de Giane Pereira Soares, artista plástica. O quadro de 1996 reproduz o busto de Manoel Marques de Souza, o Conde de Porto Alegre

 http://rosasesol.blogspot.com.br/2012_12_01_archive.html

2 Alves, José Francisco. A Escultura Pública de Porto Alegre, Artfolio, 2004, p. 15, 16 e 100

José Francisco Alves de Almeida é Doutor e Mestre em História, Teoria e Crítica de Arte (UFRGS), Especialista em Gestão do Patrimônio Cultural (ULBRA), Bacharel em Escultura (UFRGS) e Curador-Chefe do Museu de Arte do Rio Grande do Sul e Professor de Escultura do Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre. (Imagem de Adriana Franciosi/Agência RBS)

3http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/vivaocentro/default.php?p_secao=97

 

ARTIGOS RELACIONADOS

O Conde de Porto Alegre

A Estátua do Conde de Porto Alegre

 

 

Thursday the 13th. Joomla Templates Free.