O Cinema em Porto Alegre II

Criado em Sexta, 12 Julho 2013

 

 

 

 

No artigo anterior, selecionamos alguns eventos, imagens e textos que tratam desde os simples desenhos nas paredes das cavernas (arte rupestre) às descobertas de fenômenos como o da persistência retineana e as invenções, que ao passar do tempo, levaram a criação do cinematógrafo. Neste artigo, vamos abordar aspectos da origem e evolução historiográfica do cinema, tratar também do período compreendido entre o final do século XIX a meados do século XX, e inserir Porto Alegre neste contexto. 

 

"aqueles primeiros filmes feitos por um homem que girava uma simples manivela de um pequeno caixote ainda nos impressionam por sua beleza e nos oferecem um registro vivo de um tempo passado, de uma outra época."

 

 

OS IRMÃOS LUMIÈRE 1

Os Lumière tinham uma empresa que fabricava equipamentos e produtos fotográficos na cidade de Lion, na França. O projeto para o cinematógrafo foi encaminhado ao engenheiro Jules Carpentier para montagem e testes. O aparelho era compacto, versátil e de simples manuseio, uma verdadeira maravilha, segundo palavras do próprio engenheiro ao concluir seu trabalho. Os Lumière sugeriram algumas modificações e ao receberem de Carpentier as primeiras vinte e cinco câmeras viram que o cinematógrafo estava perfeito. Um compartimento de madeira alimentava a máquina com o filme e uma manivela era girada na parte posterior.

 

A distância focal da lente era de uma polegada para dar a mesma perspectiva do olho humano. O filme, com suas perfurações, poderia ser colocado em poucos segundos. O cinematógrafo também podia fazer cópias com um filme virgem. Com um arco voltaico e mudança de lentes podia também tornar-se um projetor.
O principal concorrente, Edison, tinha um equipamento grande e pesado, difícil de ser transportado. O cinematógrafo pesava apenas 4,5 kg. Tudo reunido em uma única caixa. Um único operador podia filmar, processar e projetar. 
Os Lumière estavam prontos para mostrar o cinema ao mundo.

Alice Dubina Trusz2 em seu livro Entre Lanternas Mágicas e Cinematógrafos – as origens do espetáculo cinematográfico, relata: “a primeira demonstração pública e paga do aparelho de projeção criado pelos irmãos Lumière para um coletivo de espectadores, realizada em dezembro de 1895 no Grand Café, em Paris, foi considerada, enquanto espetáculo de projeções, um marco na história do cinema.“

Já Claude Beylie, na página 64 de seu livro “As obras-primas do cinema” (Martins Fontes, São Paulo, 1991), comenta que “o cinematógrafo dos irmãos Lumière acumulava o êxito de uma curiosidade científica (projeção de imagens animadas, recriando o movimento da vida), de uma arte (aparentada à fotografia), de um espetáculo (bem feito para atrair um grande público), enfim – e, quem sabe, sobretudo – de uma indústria”.

 

OS FILMES EXIBIDOS NO GRAND CAFÉ 1

 

Os filmes foram feitos com o cinematógrafo em formato 35mm, 16 quadros por segundo, apresentados no Salão Indiano do Grand Café, em Paris, no dia 28 de dezembro de 1895.

 

Reclame para a primeira exibição pública dos filmes de Lumière

 

A sequência de projeção teria sido a seguinte: La Sortie de l'Usine Lumière à Lyon, La Voltige, La Pêche aux poissons rouges, Le Débarquement du Congrès de Photographie à Lyon, Les Forgerons, Le Jardinier,Le Repas, Le Saut à la couverture, La Place des Cordeliers à Lyon, La Mer.


La Sortie de l'Usine Lumière à Lyon


 

La Voltige


 

La Pêche aux poissons rouges


 

Le Débarquement du Congrès de Photographie à Lyon

 

Les Forgerons


 

Le Jardinier


 

Le Repas


Le Saut à la couverture

 

La Place des Cordeliers à Lyon

 

La Mer 

 

FONTES:

1 Setor de Cinema do Museu da Comunicação Hipólito José da Costa

2 Trusz, Alice Dubina, Entre Lanternas Mágicas e Cinematógrafos – as origens do espetáculo cinematográfico em Porto Alegre, 1861 – 1908, Ed. Terceiro Nome, 2010 - Alice Dubina Trusz possui doutorado (2008), mestrado (2002) e graduação (1989) em História, com formação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Realizou estágio de pós-doutorado na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (2011-2012) e estágio de doutorado na École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris/FR (2005-06). 

 

CONTINUA...   clique aqui

Wednesday the 16th. Joomla Templates Free.